No avião

Bedbox – A nossa opinião

BEDBOX

Adquirimos uma Bedbox, os motivos foram:

  • O André dorme bem nos voos. Mas para ele dormir bem e várias horas de seguida, um de nós fica ou muito mal sentado ou de pé.
  • Como já tem 3 anos já não cabe no berço disponibilizado nos aviões.
  • Em voo longos costumamos ocupa-lo com lápis, livros, pequenos brinquedos, e aquilo acaba sempre tudo a rolar para o chão, e de 2 em 2 minutos quer sair do lugar para procurar as coisas.

Ver o vídeo:

Vantagens da Bedbox:

1- É realmente confortável. É estável, macia e segura.

2- Dá mesmo para dormir. O comprimento do colchão é 74cm e vai depender do espaço que tem o avião em que vamos viajar, por exemplo o Boeing 737 ( vamos chamá-lo Ryanair) tem muito menos espaço (seat pitch, medido em polegadas) entre os lugares do que um Boeing 77W (este é o Emirates), no Ryanair o colchão da Bedbox não estica completamente e no voo da Emirates sobra espaço.

bedbox test

Para exemplificar:

Ryanair teria neste avião: 73.66 centimetros de largura entre as filas de lugares.

Emirates teria neste tipo de avião: 81.28cm de largura entre os lugares.

Podemos consultar a medida dos lugares de todos os nossos voos AQUI, entre outras informações úteis.

No entanto, seja qual for a medida do lugar, achamos que traz sempre vantagens para dormir, nem que seja de lado, ou na diagonal se dormir de barriga para baixo. 

3- Proporciona área para brincar, sem que tenhamos de estar constantemente a procurar brinquedos debaixo das cadeiras. Top!

bedbox teste4- O colchão é lavável e pode ir à máquina de secar.

5- Tem espaço dentro para levar brinquedos (20litros).

6- Pode-se levar como bagagem de mão.

bedbox bagagem mão

7- Manobra-se muito facilmente.

bedbox no aeroporto

Desvantagens da Bedbox:

1- Pesa 3 quilos, mais os brinquedos que guardamos lá dentro. O André com 3 anos puxa a Bedbox pela fita 5 minutos, brinca mais um bocado, e depois não quer mais. Nós carregamos praticamente o tempo todo os 3-4 quilos, e no final de algum tempo, juntamente com a mochila/trolley, mais o carrinho, começa a pesar.

levar a bedbox

2- Como nós gostamos de viajar super leves, por todos os motivos e mais alguns. A Bedbox com os 46x20x36cm, para nós, é grande e atrapalha um bocadinho. 

Se por exemplo a viagem inclui vários aeroportos num curto espaço de tempo, vários lugares, vários transportes públicos, pode atrapalhar, apenas, por ser mais um objeto a transportar. 

Achamos que a Bedbox é um produto que, como qualquer outro, tem vantagens e desvantagens conforme o tipo de viagem e de viajante que somos.

Como pais queremos que as crianças estejam o mais confortáveis possível, e que a viagem decorra tranquilamente. A Bedbox veio para cá para ficar, até o André ter 35quilos, que é o máximo suportado. No entanto, não vamos usar em todas as viagens, vamos escolher conforme o destino e voos.

A Bedbox é aceite em todas as companhias?

Em todo mundo existem cerca de 5000 companhias aéreas a voar, e apenas 4 (Qantas, Thai, Emirates e Air France) não permitem a sua utilização.

Quando em 2008 um casal de Noruegueses criaram a Bedbox, quiseram ter a certeza que a mesma seria aceite em termos de regulamento em todo lado. Procuraram ir de encontro à legislação da ICAO (International Civil Aviation Organization) que é quem regulamenta a aviação civil mundialmente.

A regra principal é que a Bedbox seja usada no lugar à janela, para que permita uma evacuação rápida no caso de uma emergência.

As companhias que não autorizam a Bedbox, incluem-na numa categoria de Artigos Proibidos, pois categorizam-na como CRD (child restrain device), ou seja um objeto que as prende ao lugar, logo não seria de todo aconselhável numa emergência. 

As companhias aéreas nos dias de hoje são completamente assoberbadas com milhares de pedidos de autorizações para utilização de variados objetos (almofadas insufláveis com baterias de lítio, equipamentos electrónicos com baterias variadas, aquecedores de água para chávenas de chá, etc etc) e acabam por não conseguir aprovar tudo e mais alguma coisa.

Com a experiência cá de casa (como tripulantes e como viajantes) sabemos que, o que há mais são situações bem mais perigosas como: crianças a dormir no chão, em 2 lugares com o cinto colocado na diagonal, ou em saídas de emergência, porque simplesmente “apagam” de sono e os pais não sabem o que fazer com elas. E as companhias aéreas também o sabem e estão sempre a trabalhar no sentido de minimizar estas situações e aprovar o máximo de objetos que permitam o conforto das crianças.

Informação pormenorizada: Bedbox regulation

Já muitas companhias criaram a sua própria Bedbox, Plane Pal, ou similar, por ser um produto que oferece um conforto extra às famílias.

sky couch
Sky Couch – Air New Zealand

Bons passeios!

Vão gostar de ler:

Viajar com bebé de avião – 6 DICAS sobre o que deve e não deve fazer

Birras – dicas como evitar as birras nas viagens de avião

Os lugares no avião depois do filhos

 

 

 

 

Escrito por

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostou do blog? Partilhe :)