Em familia

O que aprendemos ao viajar com o nosso filho

viajar com crianças

Estamos sempre a falar da aprendizagem das crianças durante os passeios em família, o quão benéfico pode ser para elas e lembrámo-nos a fazer uma retrospetiva sobre a nossa própria aprendizagem. De facto as viagens com crianças mudam a nossa forma de viajar e de olhar o Mundo, mas será assim tanto?

É muito certo que estamos o tempo quase todo a ensinar qualquer coisa, especialmente na fase a partir dos 3 anos, quando estão curiosos ao máximo e os Porquês não têm fim, até terem uma resposta que achem satisfatória.

O que aprendemos a viajar com o nosso filho?

Viajar com uma criança pequena, fez-nos perceber que é muito mais importante investir o dinheiro em experiências do que em bens materiais. Construir memórias felizes é a coisa mais importante que podemos oferecer aos nossos filhos. Se antes não nos apanhariam num Aquário, Zoo, etc, agora incluímos quase sempre esse programa porque sabemos que adora ver os animais, gosta de saber os nomes e fica muito fascinado por vê-los ao vivo.

viajar com crianças
Aquário Kuala Lumpur

Viajar com o miúdo ajuda-nos a tornar melhores pais. É um “abre olhos” da vida apressada que levamos, sentimo-nos mais vivos e isso traduz-se em pais completamente presentes e disponíveis. E quando as férias acabam? fica mimado? Sim fica, muito mais do que já é 🙂 mas de barriguinha cheia, é com normalidade que encara o regresso às escolinha e rotina, pois já percebe que dali a um tempo já vem outro passeio.

Viajar com uma criança pôs-nos a ver coisas que nos escapavam. Enquanto nós estamos a olhar para um parque infantil arcaico e muito gasto num país pobre, ele está a ver um parque novo e uma oportunidade de se divertir com meninos do seu tamanho, e a sua excitação no momento faz-nos esquecer o local e as preocupações. O filtro que usa no seu mundo, não é nada igual ao nosso, mas é sem dúvida um filtro muito mais alegre, e podemos usá-lo sempre no dia-a-dia para descomplicar a nossa vida.

viajar com o nosso filho
Moçambique

Viajar com o nosso filho ensinou-nos a abrandar o ritmo. Já estávamos numa fase de mudança de hábitos de viagem, mas quando ele nasceu foi a confirmação de que é muito mais vantajoso viajar devagar. Vantajoso para todos. Agora vamos mais dias para ver o mesmo, do que antigamente víamos em menor tempo, prestamos mais atenção a detalhes, paisagens e sabores.

Viajar com o mini turista ensinou-nos a ser muito mais pacientes com todas as tarefas, e as nossas competências em termos de organização estão num nível, que nunca imaginámos que poderiam algum dia estar. Erámos muito desorganizados (maus mesmo!) a fazer malas. 

Viajar com uma criança para países longínquos, atraí a curiosidade dos locais porque ele é diferente, mas também de outros turistas. A curiosidade destas pessoas ensinou-nos “baixar a guarda”, a receber de bom grado as perguntas e conversas, e aceitar que isso não prejudica nenhum de nós. Pelo contrário! Ter um bebé a reboque já nos fez conhecer pessoas de todo o mundo e de diferentes estágios da vida. Toda a gente tem uma história diferente da nossa para contar e isso enriquece a nossa vida. Adoramos histórias!

Viajar com o pequeno ensinou-nos a ser pontuais. Perder um voo é aborrecido, mas perder um voo com uma criança nos braços é um filme que não vão querer ver nunca! Ser pontual nos dias de hoje cá em casa, implica ter de fazer tudo com muito mais tempo de margem para xixis, lanches, birras, veste e despe, caso contrário andamos sempre a correr.

Aprendemos o valor de um lugar em Primeira Classe. Era engraçado ver os passageiros deitados em primeira classe e vestidos de pijama da companhia aérea, agora é pura tortura! Voos com crianças não são mais complicados, mas são mais cansativos. Aquele livro que levaram para ler? Foi substituído por um filme que demoram 2 voos de 10 horas para acabar de o ver!

Bons passeios!

Vai gostar de ler:

Fazer a mala. Antes e depois dos filhos

Consulta do Viajante

5 Motivos para viajar em família

 

 

Escrito por

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostou do blog? Partilhe :)