Roteiros

Sri Lanka – o nosso roteiro

A nossa viagem durou 17 dias, incluindo as deslocações. Até não é muito longe, quando comparado com a Indonésia ou as Filipinas, mas a aventura não acontece sem uma boa dose de avião (ver artigo relacionado). Viajar com uma criança pequena exige flexibilidade de planos e o máximo de organização antes de partir.

Optámos por uma ou duas atividades no máximo por dia, para evitar cansaço extremo do miúdo e manter a sua boa disposição. Andámos a um ritmo descontraído e sem pressão das horas, o que era exatamente o que pretendíamos.

Espreitem o roteiro!

roteiro Sri Lanka
Roteiro Sri Lanka

O Sri Lanka é um país insular, em forma de lágrima, a Este da extremidade sul da India. Até 1972 era conhecido como Ceilão. Esta ilha cheia de carisma, tem atraído visitantes desde há séculos pela sua vida selvagem diversa, verdejantes campos de chá e muitos quilómetros de praias. O país transborda de diversidade étnica e religiosa e, é a casa de antigas cidades Budistas, magníficos templos Hindus e um grande número de edifícios da era colonial.

Apesar de terem passado por 30 anos de guerra civil, uma tragédia em 2004 com um Tsunami, o Sri Lanka mantém o seu espirito pacifico e move-se devagar em direção à Paz. O turismo poderá criar empregos, as infraestruturas e o poder de compra, que muitas populações nunca tiveram

Colombo (1 dia)

Colombo é uma cidade em pleno desenvolvimento. Neste momento é uma mistura de arranha-céus e edifícios coloniais cuidadosamente mantidos, rodeados de bairros pobres com casas de madeira e outros materiais aleatórios. O trânsito é intenso, mas as estradas são boas, aliás como em todo o país.

Templo Budista Seema Malaka

 roteiro Sri Lanka

 

Templo Budista Gangaramaya 

Sri Lanka

 roteiro Sri Lanka

Templo Hindu Sri Siva Subramaniya Kovil

roteiro Sri Lanka

Galle Face Green – zona costeira com um grande relvado junto ao mar

roteiro Sri Lanka

Dambulla (2 dias)

É uma pequena e tranquila cidade situada no coração do Triângulo Cultural do centro do país  (Sigiriya, Pollonaruwa, Dambulla). De Colombo até Dambulla são 5-6 horas de carro, dependendo do trânsito.

Esta localidade é uma óptima base para visitar as redondezas:

Templo Dourado

roteiro Sri Lanka

Templo das Cavernas

roteiro Sri Lanka

Parque Nacional de Kaudulla

roteiro Sri Lanka

Rocha de Sigiriya (Património da UNESCO)

roteiro Sri Lanka

roteiro Sri Lanka

Polonnaruwa (2 dias)

Onde se situam as magnificas (e muitíssimo bem preservadas) ruinas de Polonnaruwa que datam do século XII. É um conjunto de conventos, templos e lugares de culto, juntos a um lago, e trazidos à luz da selva que os tinha engolido ao longo dos séculos.

A melhor forma de visitar é de bicicleta. É um pouco mais cansativo, mas o terreno é plano, a envolvente é espetacular e aproveita-se muito mais.

Ruinas de Polonnaruwa (Património da UNESCO)

roteiro Sri Lanka

Museu de Polonnaruwa

Kandy (1 dia)

Kandy desiludiu-nos. Caótica, poluída, barulhenta e acima de tudo perigosa. Foi o único lugar em 2 semanas, onde nos sentimos em perigo, onde precisamos procurar apoio na policia local e onde desejámos não ter ficado nem uma hora.

Templo do Dente de Buda

roteiro Sri Lanka

Estátua Bahiravakanda Buddha

roteiro Sri Lanka

Lago artificial de Kandy

Viagem de Comboio Kandy-Ella (1 dia)

Há tanto, mas tanto para contar sobre este comboio. Não é por acaso que se tornou numa das maiores atracões do país. Aguardem.

Ella (2 dias)

Situada nas montanhas, esta pequena localidade trouxe-nos de volta ao mundo ocidental. Com muitos visitantes, lojas, cafés e restaurantes que servem produtos internacionais. O ambiente é bom. Com imensos alojamentos pitorescos de montanha, é uma boa paragem para descansar uns dias. O ar é fresco, chove com frequência e não há mosquitos.

Little Adams Peak

Cascatas de Ravana

Ahangama (6 dias)

É uma pequena vila na costa sul do país. A 10 minutos de autocarro da famosa Weligama, é um lugar sem stress e com praias boas.

Nós apanhamos uma valente tempestade tropical durante a nossa estadia, valeu a construção robusta do Insight Resort e a nossa perseverança de viajantes em querer ver o máximo que conseguíamos do sul.

Tem um bom spot de surf (Fisherman’s Point), com esquerdas e direitas boas para todos os níveis, fundo de pedra lisa, e mesmo em frente há uma escola de surf com aluguer de pranchas (RDS surf School).

RDS surf school

Weligama

Unawatuna

Jungle Beach

Mirissa

Forte de Galle

Esperamos que se tenham entusiasmado por este país! Nem tão cedo nos vai sair da memória e estamos a pensar lá voltar para visitar o norte e a costa Este.

A maior parte dos monumentos são grátis para as crianças, mas não encontrávamos indicação da idade a partir da qual se começava a pagar. Perguntámos e só obtivemos um sorriso. Simplesmente olhavam para o André e diziam: “Child no pay!”.

Bons passeios!

Vai gostar de ler:

Primeira vez em marrocos? 10 coisas que precisa saber

5 coisas a não perder com as crianças em São Miguel – Açores

Malásia primeira Ásia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostou do blog? Partilhe :)