Em familia

10 formas de sobreviver à rotina do Inverno

Se é uma pessoa que acha o Inverno cansativo, como eu acho, pode relacionar-se facilmente com este post. Os dias curtos, que nos deixam sem tempo suficiente para todas as tarefas do dia-a-dia. O céu nublado e baixo, que carrega um peso enorme nos nossos ombros. Falta de sol. Frio que obriga a várias camadas de roupa. Tudo cansa.

Há muito que tenho noção do quanto o inverno me cansa. Mas foi quando tive um problema de saúde, que me obriguei a tomar medidas para combater esta questão. E passa tudo pela simplicidade de viver. Todos nós já pensámos: trabalho demasiado/preciso mudar qualquer coisa na vida/o meu corpo pede descanso/preciso de umas férias urgentemente, e todos nós nos deixámos ficar na mesma, porque as coisas são como são. Até o dia em que o corpo, ou, a cabeça dizem: Já chega.

Todos nós, de vez em quando, ficamos sem energia e não nos sentimos no nosso melhor.

10 formas de sobreviver ao Inverno e trazer luz a estes dias cinzentos:

1- Envolver-se com a estação do ano.

Reclamar durante 6 meses que nunca mais vem o Verão, não o faz voltar mais rápido. O mais fácil, é encontrar calor e conforto nas coisas pequenas da vida, que chegam no inverno. É o que fazem, por exemplo, as pessoas que têm lareira em casa, gostam que venha frio para colocarem lá a lenha a arder. Quem não tem, pode ter acesa uma vela bonita. Não é à toa que em qualquer café, loja ou casa de um país nórdico existe sempre uma vela acesa. Em casas com crianças convém mantê-las em prateleiras altas. Ter uma vela acesa durante os dias cinzentos e frios, é altamente reconfortante.

2- Descanse quando tem que descansar.

Com crianças em casa é muito difícil, mas elas dormem a folga quando são pequenas e, quando são maiores, sabem respeitar o descanso dos outros, nem que seja só meia hora. Então, vamos deixar de estar sempre a pedir desculpa por tomar-mos conta de nós mesmos, por precisar de uma sesta, por não querer alinhar em 10 programas/compromissos/eventos, espremidos em 2 dias de folga. Esticar o cansaço, normalmente não conduz a menos cansaço. Descansar é renovar, o corpo e a paciência.

3- Trazer o ar-livre para dentro de casa

sobreviver ao inverno

Flores ou plantas com cores alegres. Para quem não sabe tratar de plantas, há um universo de plantas decorativas lindas aqui: ingarden ou no IKEA. Estes pequenos lembretes do que há de bonito lá fora, da natureza a renovar-se a cada estação, são uma boa maneira de nos sentirmos ligados ao mundo, e não adormecidos pela correria do dia-a-dia, semanas todas iguais, frias, cinzentas e cansativas.

4- Não fazer tudo ao mesmo tempo

Ninguém fica cansado de um dia para o outro. Temos de dar-nos tempo para recuperar e não determinar um tempo limite para isso, exemplo: “agora tenho 1 dia de folga e vou ficar como novo! É só dormir, sofá, comer, e já está.“. Adicionar uma meta para nos sentirmos melhor, só vai juntar mais stress. Isto é muito comum nas pessoas que trabalham por turnos, e têm de se levantar às 03h30 da manhã, deitam-se logo a pensar: “só vou dormir 5 horas“, e não descansam nada.

O melhor é descansar um bocadinho extra, mais frequentemente. Descansar quando temos que descansar e descontrair, quando precisamos de descontrair (ginástica, meditação, escrever, conversar, ver tv, etc).

5- Combater o frio com algodão

sobreviver ao inverno

Meias fofinhas, de lã, casacos de malha e fibras naturais, são uma forma de aquecer sem ligar o ar-condicionado. Mantas no sofá, podem tapar os pés frios e dar a sensação reconfortante que procuramos nesta estação, especialmente quando cai a noite.

6- Reduzir o stress

Se queremos aumentar a energia e bem-estar, precisamos querer viver com menos stress. Um caminho prático, e interligado, para isto é: menos coisas- menos tarefas- menos drama- menos dividas- menos preocupação- menos medos- mais energia. Leva tempo a aprender isto, mas compensa.

7- Comer bem

sobreviver ao inverno

Esta dica parece óbvia, mas a realidade é que comemos pior no Inverno. Porque estamos escondidos dentro dos casacos, porque as saladas são frias, porque há mais doces a circular, porque, porque, porque… Voltar às comidas da avó (sopas cheias de vegetais, em que a colher quase se aguenta de pé no prato) e consumir muitos frutos secos, é apostar em comida reconfortante e satisfatória e adicionar o sentimento de bem-estar.

8- Ser sociável

Não há melhor época para o convívio em casa, do que o inverno. Quem tem crianças, faz disto a missão do fim-de-semana: enquanto as crianças brincam, os pais conversam, bebem um copo de vinho, põem a conversa em dia. Conviver, rir e descontrair, só vai trazer benefícios. Não nos isolarmos dos amigos é importante.

9- Abrandar o ritmo

sobreviver ao inverno

Refeições mais demoradas, conversas saboreadas, tempo para escutar quem está próximo de nós e tempo para brincar sentados no tapete, sem compromissos marcados. Há algo de precioso em aproveitar o momento, e estar presente. O Inverno é bom para tudo isto, então é melhor relembrar as vantagens e não ficar impaciente pelo verão.

10- Ir de viagem

Para quem pode tirar férias no inverno para locais quentes, é tornar o inverno mais curto. Viajar em agosto, não tem muito de relaxante, pois é quando todos vão e quando tudo está mais caro. Além disso o verão é por si só uma época em que já disfrutamos naturalmente do exterior, estamos mais leves (de roupa e alma) e não estamos tão cansados. Então tirar uns dias no inverno, traz-nos mais benefícios.

Ainda estamos em janeiro. Vamos acender uma vela, beber um café quente com uma fatia de bolo de gengibre e sonhar com viagens.

sobreviver ao inverno

Bons passeios!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostou do blog? Partilhe :)