Dicas e Organização No avião

Top Dicas para combater o JETLAG nos bebés e crianças

combater o jetlag

Depois do voo em si, a realidade de atravessar vários fusos horários com um bebé ou criança pequena é uma das grandes preocupações para a maioria dos pais: o jetlag. Antes da primeira viagem que fizemos com o baby-turista, vasculhamos a internet e as livrarias à procura de informações e receitas eficazes. E, nunca é como imaginamos. Só a experiência nos dá os truques para ficarmos todos, rapidamente, na hora local, com o mínimo de perturbação.

Quando fomos ao Brasil, o André tinha 6 meses e a diferença era apenas de -3 horas. Na época ele dormia o periodo maior entre a meia-noite e as 06 horas da manhã. O que quer dizer que acordámos todos os dias às 03 horas da madrugada. E nada o fazia regressar ao sono, estava mesmooooo acordado. Foi cansativo, e rapidamente percebemos que os conselhos que tinhamos lido, não eram em vão. Têm mesmo que ser aplicados.

Tudo no jetlag tem a ver com o sono. Acertar o sono, é acertar o jetlag. Tudo o resto é feito naturalmente.

como combater o jetlag
Brasil – Biberon de água de coco (clicar para abrir)

O que é o jetlag? Traduzindo seria uma descompensação horária, mas o termo define um conjunto de sintomas que as pessoas têm quando trocam de fuso horário num curto espaço de tempo. Os sintomas mais frequentes são: enjoo, irritação, fadiga e outros problemas fisiológicos, que advêm da alteração do ritmo circadiano (as alterações nas nossas necessidades fisiológicas diárias).

Agora que já experienciamos o jetlag várias vezes, estas são as nossas 10 Top Dicas:

 

1- Estar a par do que vai acontecer. Porque viajar para Este (+UTC, Asia) é mais difícil, do que para oeste (-UTC, América), pois o nosso corpo tem mais dificuldade em lidar com um dia mais curto, do que com um dia mais longo. Alguns estudos dizem que um corpo demora 1 dia a ajustar-se, por cada 2 horas de alteração do fuso horário. No entanto, cada corpo reage de forma diferente, conforme o estado de saúde ou hábitos. E as crianças demoram mais do que os adultos, porque há um fator psicológico que lhes escapa. As crianças não pensam: “04 da madrugada é cedo para o pequeno-almoço, vou ficar aqui a descansar mais um bocado“, eles sentem fome e pronto.

2- Planear bem os voos. Vale bem a pena, fazer as viagens longas em voos noturnos, ou que cheguem ao destino de manhã. Tem 2 vantagens: as crianças descansam porque é o seu horário normal, e é mais fácil contornar o jetlag durante o dia.

3- Planear o jetlag junto com o itinerário. Se contarmos que não vamos estar “frescos” na chegada, e ainda tivermos que ir de carro para algum lado, então o melhor é descansar uma noite e só depois enfrentarmos a estrada. Ou planear, uma atividade exigente fisicamente logo para o dia seguinte, pode não correr tão bem.

4- Mudar as horas no relógio assim que chegamos. Nós costumamos manter um relógio/telemóvel no horário de casa porque ajuda muito a compreender o bebé/criança. Se ele está impertinente aparentemente do nada, pode apenas ser o horário de comer ou dormir.

5- Aproveitar o sol. A luz do dia ajuda a regular o ritmo do corpo até ficar normal. Mesmo que estejamos exaustos, é bom levar o bebé/criança a dar uma voltinha só ao quarteirão. No primeiro dia é bom deixar dormir quando precisam, mas a partir do segundo dia de férias, devemos cumprir com as horas de sono normais do seu quotidiano. A caminhada também ajuda a cansar, e dormir mais rapidamente.

6- Alimentação em qualidade. Manter refeições nutritivas e pouco açucaradas é uma dica-chave.  E no caso de bebés, devemos dar mais leite/mama do que o normal, para ajudar a restabelecer rapidamente, ou voltar a adormecer durante a noite.

7- Esticar ao máximo a hora de dormir para o horário local. Ou vamos andar trocados as férias todas. No Brasil o baby-turista adormecia às 19 horas, e nós aproveitávamos para jantar. Depois a meio da noite ele acordava cheio de energia, fome, fralda para trocar, e nós a cair de sono, não tínhamos dormido as mesmas horas. Devemos, nos primeiros dias, ir dormir todos à mesma hora, pois é mais importante nós pais estarmos bem para tomar conta dos pequenos, do que ter pressa para ajustar ao novo horário.

8- Não saltar as sestas. É fatal para as birras e para o sistema imunitário. Não costuma funcionar bem cortar na sesta para que durmam mais cedo, ou mais horas. Contabilizar as sestas no programa das férias traz benefícios a toda a família.

como combater o jetlag
O Birras também vai de férias?! (clicar para abrir)

9- Tentar dormir no avião o melhor possível. Para não chegarmos ao destino exaustos. Tomar conta de um bebé/criança num voo longo pode ser muito cansativo, pois nós estamos sempre alerta e a posição não é a melhor. Mas ter a criança bem disposta, já ajuda muito. Ver o post:

combater o jetlag
Viajar com bebé – 6 dicas para viajar de avião (clicar para abrir)

10- Manter os hábitos de casa. Banho, contar a história, chucha, leite, o que for que os relembre do momento de dormir. Ler:

combater o jetlag
Dicas como melhorar o sono das crianças nas férias (clicar para abrir)

Bons passeios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostou do blog? Partilhe :)