Dicas e Organização

Dicas como melhorar o sono das crianças nas férias

Há famílias que levam toda a parafernália de coisas das crianças para as férias. E isso inclui todos os adereços para dormir: chucha, 1 amiguinho de peluche ou vários, a almofada, a manta preferida, a luz de presença, e tudo mais.
Isto não nos surpreende.
Como lemos neste post, a privação de sono é algo que nos chupa a vida, vontade, cor e felicidade. São as palavras que mais sentido fazem para nós. É muito difícil.

E muitos pais vão de férias sem as crianças porque simplesmente precisam mesmo de dormir.
Mas como as crianças vão nas nossas férias e todos precisamos dormir, esperamos com estas dicas ajudar no sono dos mini viajantes e por consequência dos pais viajantes. A base é sempre a mesma: planeamento.

Começar a viagem bem descansados
Nos dias anteriores à partida é favorável deitar bem cedo e dormir boas sestas. Seja a viagem de carro, comboio ou avião, dormitar acontece mas não compensa o sono tranquilo e seguido numa cama, e especialmente os bebés e crianças pequenas depressa entram em crise de sono.

Planear as horas da viagem
Já falámos nisso aqui  e aqui. As crianças estão excitadas e com demasiado estímulo devido à novidade, é natural que seja difícil colocá-los a dormir no percurso. Mas orientar a viagem no sentido de ser perto das horas naturais de sono (sesta ou depois do jantar), é uma grande ajuda.

Pensar antecipadamente como vão dormir
Se a criança está habituada a dormir sozinha e depois vai partilhar a cama com 2 primos, por exemplo, pode ser o caminho para ninguém ter descanso. Ou, dorme sozinha e nas férias vai partilhar a cama com os pais.
O mini viajante cá de casa dorme no seu quarto e numa cama quase rente ao chão, desde que começou a andar. Ele reconhece os berços de grades ou as camas de viagem como sendo para si, apenas nas férias. Está habituado. Acha piada e quer ir lá para dentro. Mas incomoda-o o facto de não conseguir sair sozinho de lá.
O melhor é arranjar uma solução mais ou menos próxima da que têm em casa.

Levar SEMPRE o amiguinho de dormir
Se a criança não dorme sem o seu amigo, vale bem a pena arranjar um espaço na mala para o levar e mais uma ou outra coisa. O esforço compensa.
Por exemplo, aqui levamos sempre um copo de água que não entorna se virar ao contrário. O André 1 ou 2 vezes por noite levanta-se bebe água e volta a deitar-se, e nem está bem acordado. Quando estamos em hotéis e ele tem que dormir nas camas deles, o dito copo vai para dentro do berço de grades, ele sabe que ali está, bebe e joga para o lado, sempre a dormir. Poupa-nos levantar durante a noite para lhe matar a sede, pois nós acordamos mesmo, e ele não.

Kuala Lumpur

Levar o carrinho
Mesmo que já sejam maiores, depois de uma manhã de passeio, almoço, dá sempre um soninho. O carrinho deita as costas e resolve o problema da sesta em qualquer parte.

Evitar falhar as sestas
Quando estamos de férias, por vezes não apetece voltar para o quarto ou interromper uma atividade. Mas saltar as rotinas de sono, pode meter-nos em apuros e aterrar em birras por tudo e por nada, uma vez que o cansaço fala mais alto.
Aproveitem e deitem-se também, descansem. Todos lucram.
No entanto se a criança estiver bem-disposta, basta compensar com ir para a cama um pouco mais cedo, e nesse dia o jantar é um qualquer take-away ou room service.

If you obey all the rules, you miss all the fun
(Se obedeceres a todas as regras, vais perder todo o divertimento)
Tentem não stressar com os horários rígidos de sono da criança durante as férias.
Os miúdos são surpreendentemente resistentes, adaptam-se ao fuso horário melhor do que nós, dormem em qualquer parte e podem deitar mais tarde alguns dias. Eles sobrevivem e nós também.
Deixem as crianças fazer outras coisas que em casa não são permitidas, descontraiam e divirtam-se.

Bons Passeios!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.