Porquê viajar com as crianças?

5 Motivos para viajar com os amigos

Viajar com um colega que só conhecem do trabalho, pessoas a viajar para o mesmo local que se arranjam através de sites próprios ou, com um familiar afastado que encontraram no último funeral, é coisa para gente muitoooooooooooooo aventureira! Passar dias completos com alguém que mal se conhece é uma aventura de alto risco. Cada um de nós tem um mundo de hábitos, medos e manias de estimação. E descobrir isto tudo no outro lado no Oceano, não é porreiro.

Se há pessoas que começam o dia antes do sol nascer, há as outras que nunca chegam a ver o pequeno-almoço do hotel. Há quem fique satisfeito a observar um quadro uns minutos e há quem precise de várias horas. Há quem não se importe de andar milhas e há quem só atravesse o quarteirão de metro. Os que morrem de medo de uma barata e de taxistas muçulmanos. Os que perdem tudo e os que não perdem um único recibo de restaurante.

Ou seja, um universo de coisas que podem correr muito mal.

Mas viajar com amigos, aqueles a quem chamamos família, é das nossas modalidades preferidas! E já não temos conta no número de viagens que fizemos. Nem por quantos países.

Pedimos a uma dessas amigas que escrevesse os “5 Motivos para viajar com amigos”. Esta menina tem um currículo invejável de viagens e vai sempre com amigos. A ideia era nós adaptarmos o texto, mas as 3 folhas que nos deixou, com esta letra maravilhosa de escola primária, e umas palavras que sabemos bem serem suas, fizeram-nos mudar de plano e aqui fica a transcrição:

A verdadeira amizade cresce e aumenta exponencialmente ao número de viagens

Associado aos momentos únicos que partilhamos com os nossos amigos em lugares distantes. Fortalecem-se os laços, aumenta o respeito e a admiração. Aprendemos a conhecer-nos melhor e aos nossos amigos. Aprendemos a aceitar as nossas fragilidades, limitações e timings, e as dos nossos amigos, isto porque muitas vezes o cansaço, os interesses divergentes e tomadas de decisão necessárias, podem originar desconforto. Mas é aí que a amizade e partilha têm mesmo que falar mais alto.

A logística da viagem fica mais fácil

Quer se trate de viajar com uma amiga que partilhe os mesmos gostos, ou um grupo, tudo fica mais fácil, partilham-se despesas e responsabilidades. E mesmo que nem todos “gostem do amarelo” é importante respeitar a liberdade de cada um e manter o grupo coeso. Este equilíbrio é fácil se houver sinceridade e vontade de manter a união.

Ficam histórias e memórias felizes

Com o passar dos anos damos por nós a recordar um pôr do sol inesquecível em Tibau do Sul, um esforço físico e psicológico a subir a serra da Labruja a caminho de Santiago de Compostela, ou um  frio gélido na Alemanha acalmado por um vinho quente com os amigos, é uma excitação e emoção difícil de pôr em palavras

É melhor do que viajar sozinho

Em tudo na vida: “Nós é sempre melhor do que eu”, “Nunca estamos sós se trouxermos os nossos amigos no coração” e o que se quer é uma boa companhia nas nossas viagens.

A experiência do desconhecido com os mesmos amigos

Ver muitas coisas, conhecer muitos sítios e várias culturas, ultrapassa muitas vezes as nossas palavras e dá-nos uma experiência de vida enorme. E o conhecimento da experiência partilhada com aqueles que gostamos serve de alento nos momentos menos bons da vida.

por Ana M. S. Morgado.

Bons passeios!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *