Dicas e Organização

Planeamento e Listas de Viagens

O motivo principal para se fazer uma lista de viagens (nosso caso, anual) é, o planeamento:

Planeamento Financeiro

A menos que não haja barreiras financeiras, o planeamento é a parte fundamental. É necessário fazer um orçamento, pesquisar informações, falar com pessoas que já conhecem, e tudo isso não se faz na véspera. É demorado e requer paciência.

Depois fixar o valor a colocar de parte mensalmente para que, mais ou menos, as contas batam certo.

Planeamento das férias

Como vamos dividir os 25 dias úteis? quais os períodos mais favoráveis para visitar o local que planeamos?

Quantos dias são necessários para cada local.

Procura dos voos

Com a entrada de suplementos de combustível e o aumento das taxas de segurança e outras penalizações, é cada vez mais difícil comprar voos baratos. As low cost não escapam a este aumento dos preços mas ainda é possível encontrar boas oportunidades. O segredo para os encontrar é ter alguma flexibilidade nas datas, persistência e estar bem informado, já que há promoções que duram apenas 1 dia ou umas horas.

Depois do voo comprado, que é o mais caro da viagem a maior parte das vezes, já temos a sensação de estar mais perto e já começamos a imaginar o que vamos fazer por lá.

Procura dos hotéis

Depende do gosto de cada um. Nós gostamos de alojamentos pequenos. Os grandes hotéis de cadeias internacionais têm, também, boas promoções, mas o alojamento local é sempre mais aconchegante e barato.

Os hotéis pequenos têm uma cozinheira local em vez de um Chef internacional, os empregados são mais descontraídos e o espaço mais tradicional.

IMG_0985.JPG
Flower Bud Bungalow Balangan – Bali

Começamos a acertar datas e reservas. Uma boa plataforma onde o fazer é o famoso Booking mas existem outros. O que interessa é pagar menos. E ás vezes, menos, é no site do hotel. Depois de escolhido o local, verificamos se no site do hotel o preço é o mesmo.

Planeamento de vistos, passaportes e vacinas

Há países que não pedem visto, outros que sim. E nestes que sim, há uns que se pode fazer pela Internet e outros só mesmo na embaixada. Ora, não há as embaixadas todas no nosso país, ora, podem não ser perto da nossa área de residência.

Há vistos que são baratos e há vistos que são bem mais caros. E estas contas vão entrar no orçamento.

Passaportes pedidos no dia antes é possível, mas custam 3 vezes mais. E para fazer as reservas do voo, é necessário o passaporte. Logo, é documentação para tratar com antecedência.

Atenção que os passaportes das crianças até 4 anos têm apenas validade de 2 anos.

Há países onde é obrigatório vacinas. A consulta do viajante não está lá vazia, a nossa espera, tem muitos clientes e poucas vagas. No Centro de Saúde é bom marcar com 3 meses de antecedência. Ou aqui Consulta do Viajante Dr.Medina.

Esta é a parte da viagem, que mais tempo requer: o planeamento.

Depois destes pontos tratados sai a lista de locais. Acreditamos que ao fazer uma lista, torna tudo mais possível de acontecer pois começamos a verbalizar e a colocar energias nos projetos, garantindo que eles aconteçam. Começamos a pesquisar, a ver fotografias, a ler blogs de quem já lá esteve, dicas e começamos a sonhar, e é muito bom sonhar com esse desconhecido.

O que está na lista dos Duarte em 2017:

– Moçambique

– Marrocos de caravana – 1 semana

– Porto – festas de São João 3-4 dias

– Top 10 ilhas Algarvias – escapadinhas fim de semana

– Srilanka – Férias grandes

– Neve – para estrear o pequeno viajante

Planear ,é para muitos, uma parte muito aborrecida, mas para nós não é. Adoramos. Faz encurtar o tempo de trabalho e estender as férias.

coracao.png

 Bons Passeios!

 

 

 

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *