Dicas e Organização

Registo do Viajante

viajar em segurança

A aplicação do Registo do Viajante foi lançada em janeiro de 2017, mas teve pouca exposição pública. Entre trabalhadores do turismo, SEF, agências de viagem, etc, é conhecida (ou pelo menos o processo de avisar o consulado via e-mail antes de viajar), mas com tanta coisa a acontecer pelo Mundo: terramotos, cheias, furacões, atentados, etc é MUITO IMPORTANTE que todos os portugueses, lusodescendentes, emigrantes, ou com nacionalidade dupla, que vão deslocar-se ao estrangeiro se registem nesta plataforma.

aplicação de viagem
Registo do Viajante APP

Como fazer o registo do viajante?

A aplicação é gratuita e está disponível em Android e IOS. O registo demora 3 minutos, são inseridos os dados pessoais incluindo o telemóvel. Quando insere uma viagem, pode colocar também um número de contacto em caso de emergência e colocar uma fotografia sua.

Numa situação de emergência, acidente, catástrofe natural ou atentado, a aplicação ajuda a saber se há portugueses no local e se é necessário enviar ajuda.

A aplicação tem ainda outra funcionalidade: dá ao viajante uma ajuda a preparar a viagem, ao oferecer informações sobre o destino, bem como lançar noticias do Estado português ou de outras organizações, por exemplo, sobre doenças ou questões de segurança. O sistema permite a geolocalização do utilizador, no momento em que é acionado o alerta de emergência (carregar no botão SOS), mas garante a segurança e a confidencialidade dos dados pessoais inseridos.

registo do viajante
Consulados Portugueses pelo Mundo

E se não existe consulado português no país para onde viajamos?

Foi logo a primeira pergunta que nos ocorreu, pois a próxima viagem é para um país que não tem representação diplomática permanente. O registo fica feito no Portal da Comunidades Portuguesas, nos serviços consulares, e apenas é enviado para o gabinete de emergência consular, caso necessário. E nessa altura os serviços consulares mais perto irão tomar ação.

A aplicação não funciona para situações comuns, como a perda de passaportes, mas oferece informação que pode ser útil para resolver o problema,  disponibiliza a localização e os contactos do consulado mais próximo do local onde o viajante se encontra.

Bons passeios!

Vai gostar de ler:

Pedir indeminização de um voo atrasado – 4 passos

Como evitar o overbooking?

Novas medidas de segurança para os EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.