Posts sobre viajar Roteiros

Córdoba – O que visitar nesta cidade árabe

Córdoba é uma cidade tranquila e muito charmosa situada na Andaluzia, no sul de Espanha. É um lugar lindíssimo e cheio de histórias para contar. Especialmente para quem gosta da cultura árabe.

Primeira vez em Marrocos? 10 coisas que precisa saber (ler mais aqui)

Confesso que íamos com as expectativas baixas. Cansados e a precisar de uma escapadinha, não fizemos uma pesquisa muito extensa, e acima de tudo não tínhamos visto muitas fotografias, o que de certa forma ajudou a que a surpresa fosse maior. Ainda bem!

Quando se organiza uma viagem, tentamos rentabilizar o tempo através de pesquisas e roteiros, mas perde-se este lado da surpresa. Claro que ao vivo, tudo é ainda mais bonito (ou mais feio), mas há sempre a ideia “de já ter visto isto em algum lado“. Não concordam?

córdoba espanha

Os romanos, árabes e cristãos passaram pela região. Todos estes séculos de diferentes civilizações tornaram Córdoba numa absorvente confluência de arquitetura, arte e expressão religiosas. “Cidade das Três Culturas“, pela presença histórica de cristãos, judeus e muçulmanos a viver em paz no mesmo local é, de facto, o que melhor a define.

História de Córdoba em 3 curtos parágrafos

Córdoba tem um fortíssimo legado árabe porque em 716 foi invadida pelo muçulmanos, e tornou-se sede de província. Setenta anos depois começaram a construir a Mesquita de Córdoba, no lugar da basílica cristã que lá existia. Por volta do ano 1000, era uma das cidades mais povoadas do mundo, com 450 000 habitantes e uma das primeiras a ter iluminação pública.

Durante o domínio muçulmano, foram construídas várias cidades-palácio, mesquitas e outros edifícios públicos, com a intenção de tornar Córdoba uma cidade semelhante às brilhantes Constantinopla, Damasco, Cairo e Bagdade. Em 1236 a cidade foi conquistada pelas tropas de Fernando III de Leão e Castela. Logo em seguida, a Mesquita de Córdoba foi transformada em catedral cristã, sofrendo, a partir de então, várias modificações arquitetónicas. A primeira sinagoga surge em 1315.

córdoba espanha

Curiosidade: entre  ano de 961-976, a biblioteca desta cidade era a maior do mundo, com mais de 400 000 livros.

Onde ficar?

No centro da cidade, as paredes estão pintadas de branco, as ruas são estreitas e os pátios são coloridos, mantendo-se uma morfologia tipicamente mourisca. Como tal, o centro histórico de Córdoba é um dos contemplados pelo estatuto de Património Mundial atribuído pela UNESCO desde 1984, e o lugar melhor para ficar!

A Juderia é o local mais pitoresco da zona histórica. A maior parte da área tem o trânsito interdito a carros, mas a maioria dos hotéis e hostal, têm permissão para os seus clientes estacionarem ou deixarem as malas. O parque é pago em toda a cidade. Um dia completo custa cerca de 15€.

O que é bom para comer em Córdoba?

O prato típico de Córdova é o Salmorejo, que étomate em creme, pão, azeite virgem extra, um dente de alho, sal e vem decorado com ovo cozido picado e pedacinhos de presunto. É bom e fresco, é uma espécie de gaspacho!

O miúdo ficou-se pelos calamares, batatas (pouco) bravas, sopa de legumes e pão.

Mas há muito por onde escolher: beringelas fritas, croquetas de variadas coisas, presunto, tortilhas de batata, azeitonas…! Dá para sair a rebolar pelas ruas fora!

córdoba o que visitar

Córdoba o que visitar?

Quem vai para o sul da Espanha e quer dar um passeio nesta cidade, acreditamos que um ou dois dias é o ideal. Andamos muito a pé, pois é pequena, plana e muito segura.

No Verão faz entre 40-45 graus, e a maior parte dos habitantes foge para o litoral mais fresco. A melhor época para visitar é na Primavera e no Outono.

Mezquita-Catedral de Córdoba

córdoba o que visitar

Como o nome diz, era uma mesquita até se ter tornado numa catedral cristã. O normal da época, era destruir a mesquita e construir uma catedral, mas ela era tão grandiosa que optaram por adaptar. Causa espanto e confusão de início, mas é edifício para nunca mais esquecer na vida!

Sem conseguir ofuscar a beleza deste templo árabe, há uma tentativa dos artistas cristãos integrarem tudo de forma a embelezar ainda mais o espaço.

O que nos aparece à frente são altares cristãos acomodados habilidosamente entre os típicos arcos árabes. E, janelas de madeira entrelaçada (Mashrabiyas) a refletir figuras geométricas em estátuas de santos.

córdoba o que visitar

O bilhete custa 10€ só para a Mesquita-Catedral. As crianças pagam meio bilhete a partir dos 10 anos. Para subir à torre, é outro bilhete. Se pretenderem guia, ainda outro preço.

O melhor é consultarem o site oficial e verificar o que mais se ajusta ao vosso gosto: Mezquita de Córdoba.

Os jardins são de entrada livre.

córdoba o que visitar

Alcazar de Los Reyes Cristianos

córdoba o que visitar

É uma fortaleza militar do séc. XIV, construída em cima de vários edifícios muçulmanos. Foi a residência dos reis católicos durante os 8 anos que duraram a conquista de Granada. Foi, também,  neste Alcazar que Cristóvão Colombo pediu apoio aos reis para a sua grande aventura de explorar a nova rota dos caminhos para as Índias.

O Alcazar já foi uma fortaleza romana, casa paroquial, alojamento das tropas de Napoleão Bonaparte, e até serviu de prisão. Hoje, é tudo visitável e os seus jardins são imensos. Esta mistura de culturas é visível por todo o espaço, nos mosaicos romanos, banhos árabes e jardins!

Judería

córdoba o que visitar

A cinco minutos da Mesquita, está a Juderia. O bairro judeu da cidade de Córdoba. É um labirinto de ruas estreitas, quase sem trânsito, passeios minúsculos, paredes brancas, portas e janelas coloridas e muitos vasos de flores nas paredes.

Há imensos cafés e pequenos restaurantes simpáticos, que em alguns casos, até partilham as esplanadas devido ao espaço reduzido.

córdoba o que visitar

É muito giro circular sem destino por estas ruas. Encontramos sempre um pedaço de muralha, um arco, uma porta arranjada, placas pitorescas com o nome das ruas, varandas orgulhosamente penduradas nas fachadas dos edifícios, que são todos baixos.

Pátios

córdoba o que visitar

O tempo é bastante quente e seco, e desde o tempo das primeiras civilizações romanas que os povos tentaram criar uma arquitetura, que trouxesse proteção e conforto. Daí os pátios. Os edifícios foram construídos à volta de um pátio, pois este funciona como um oásis, com fontes e vegetação que aumenta a sensação de humidade.

Em maio até existe a Festa dos Pátios (Património Imaterial da UNESCO 2012), onde se elege o pátio melhor enfeitado da cidade. Seria uma excelente altura para lá ir!

Quem não pode ir em maio, pode ver os pátios igualmente todo o ano. Há imensos espalhados por toda a cidade. Normalmente damos com eles quando andamos sem destino, entramos numa rua que pensamos ter saída e afinal é um destes pátios.

Ponte Romana

córdoba o que visitar

Na lateral da Mesquita-Catedral, passando por uma antiga porta da cidade – Puerta del Puente, encontramos uma Ponte Romana do séc.I, que liga os dois lados da cidade, passando por cima do rio Guadalquivir.

Talvez já a tenham visto, se seguem a famosa série The Game of Thrones! Espreitem aqui o momento: Puente Romano de Córdoba en Juego de Tronos.

Esta ponte foi a única até 2008, o que quer dizer que durante 20 séculos esteve a ser usada no seu potencial máximo. Hoje, depois de uma reforma que a deixou a brilhar, é um local onde os habitantes fazem passeios no fim do dia, quando sopra um ar fresco do rio.

No final da ponte, no extremo sul, encontra-se a Torre de Calahorra, também ela a reluzir de obras de restauração.

córdoba o que visitar

No meio da ponte encontra-se a estátua de São Rafael, tal como em muitos outros lugares em Córdoba, devido à grande devoção para com este arcanjo. Aliás, tão grande que, 20% dos habitantes homens se chamam Rafael.

córdoba o que visitar

Córdoba é um lugar onde as crianças experienciam diferentes culturas num espaço físico pequeno. O facto de ser plano, ajuda imenso quem viaja com carrinhos de bebé, ou crianças pequenas que se cansam mais rápido.

O facto de não ter quase trânsito na zona histórica também dá uma grande sensação de segurança. A venda ambulante é proibida.

É muito bom andar pela cidade e ver uma estátua de um judeu num lado e na rua seguinte uma arquitetura totalmente árabe, tudo da mesma época. Córdoba foi, e é, um exemplo de multiculturalidade e um lugar de muitas etnias, sendo o espelho de toda a sua longa história, formada a partir de diversas civilizações, culturas, religiões e ideologias.

Bons Passeios!

córdoba o que visitar

2 Comments

  1. Também sinto isso de perder o efeito surpresa, mas como gosto de fotografar não quero correr o risco de chegar a casa, ver algo que não vi no local e ficar arrependido. Por isso pesquiso sempre.
    E Córdoba é uma cidade que quero visitar em breve. Boas viagens!

    Rui Quinta, Rui de Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.