Gravidez & Bebés

Dicas úteis para amamentar durante uma viagem de avião

(foto credit: www.mamaslatinas.com)

Não há contraindicações, nem nenhuma restrição para amamentar num avião. Pode-se dar de mamar durante a descolagem e aterragem. Desde que o bebé ( até 2 anos) esteja no colo da mãe com o seu cinto de segurança colocado.

As companhias aéreas normalmente têm alguma informação sobre este assunto na página onde estão as “condições de voo”:
“Nós favorecemos a amamentação e podes alimentar o teu bebé a bordo a qualquer altura”, Easyjet.

Mas aqui ficam algumas dicas uteis para o caso de irem pela primeira vez amamentar o bebé durante o voo.
– A ideia principal é: amamentar num avião é mais fácil do que preparar e dar uma papa com uma colher: está sempre na temperatura ideal e pronto num piscar de olhos. Aproveitem bem esta fase para viajar muito!! Amamentar serve, também, para acalmar o bebé e ainda ajuda com algum desconforto que possa surgir nos ouvidos.

– Peça um cobertor e 1 ou 2 almofadas extra aos tripulantes. Mesmo companhias aéreas que não costumam ter almofadas ou cobertores (as low cost) muitas vezes têm só 3 ou 4 exemplares guardados para serem usados ocasionalmente. Peçam. Qualquer tripulante de qualquer companhia prefere ajudar, do que trabalhar com um bebé a chorar durante o voo.

– Quando estamos a amamentar e mudamos de fuso horário, todo organismo precisa de se ajustar e a produção de leite pode ficar alterada. Beber muita água é a solução mais saudável e rápida. Tal como descansar.
Quando viajámos para o Brasil, tinha o pequeno viajante 6 meses, eu estava a dar de mamar de 1,5 em 1,5 hora (socorro!), e o miúdo parecia que não ficava satisfeito. Só quando consegui dormir uma noite completa é que o leite regularizou. Felizmente, nesta altura ele já comia fruta, e entre uma papaia ou uma banana lá lhe enchíamos a barriguinha.

– O melhor lugar para amamentar é à janela. No corredor há carrinhos a passar, comida/bebida quente a ser manuseada e passageiros que circulam para a frente e para trás. À janela, sem dúvida, é mais seguro e sempre tem alguma privacidade.
O lugar à janela também é bom para encostar o ombro (se não for um Airbus 380), que começa a doer quando damos de mamar numa posição de esforço.

– Se precisar tirar leite durante o voo, certifique-se que existe uma tomada onde ligar a bomba junto ao seu lugar, ou leve uma bomba de leite manual. Há tomadas elétricas no WC do avião, mas tirar leite pode ser uma tarefa demorada e estar neste lugar a fazê-lo, deve ser altamente desconfortável.
A bomba de leite manual também é boa, no caso da voltagem das tomadas no avião ou hotel, não ser igual á nossa de casa e a bomba não funcionar.

– Se quiser guardar o leite para usar num biberon mais tarde, pode guardar nos saquinhos próprios e pedir aos tripulantes que guardem no frio.

Ver aqui outro post sobre alimentação infantil nas viagens de avião.

 

Bons passeios!

Escrito por

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostou do blog? Partilhe :)